5. Os princípios do rastreio e a avaliação da acurácia

Translated by Kristiane Leal Sales Cahen

Princípios do rastreio

Com as perspectivas previstas pelos autores na época, o rastreio cervical pela citologia do colo do útero atendeu em grande parte aos critérios definidos por Wilson & Jungner (1968) (Figura 6.1).

Esses princípios tem sido revisados mais recentemente por Andermann et al. (2008) no conhecimento de que o HPV de alto risco é uma causa necessária para o câncer cervical e seus precursores (Walboomers et al., 1999).

Figura 5.1 accessada de  http://www.who.int/bulletin/volumes/86/4/07-050112/en/ [2]

 

Wilson e Jungner reconheceram os "inconvenientes" do rastreio - especialmente no que se refere a "evitar danos a pessoas que não necessitam de tratamento". O gráfico abaixo reproduzido (Figura 6.2) demonstra o problema que temos agora em detectar uma condição que mostrou ter uma distribuição bimodal - de lesões pré-cancerosas de alto grau desenvolvendo-se num fundo de infecção do papilomavírus humano (HPV) predominantemente reversível e muito mais prevalente.

 

Figura 5.2. Variável unimodal e bimodal numa população (reproduzida de Wilson & Jungner 1968)

 

 

X