Lesão intra- escamosa de alto grau (HSIL)

Não há nenhuma exigência em TBS para subclassificar HSIL como "favorecendo NIC2 ou NIC3", ou discariose de alto grau como moderada ou grave, no sistema do Reino Unido (Denton et al., 2008). A distinção mais importante a ser feita em citologia é entre LSIL e HSIL.

No entanto, o sistema do Reino Unido e alguns outros na Europa preferem diagnosticar discariose moderada ou grave ou displasia como tal (Herbert et al., 2007), ao mesmo tempo em que definem e controlam como de alto grau. As vantagens desta subclassificação são que i) o diagnóstico diferencial e ii) o valor preditivo positivo (Blanks & Kelly 2010) tendem a ser diferentes para estas entidades. Isto pode ser importante quando se considera o risco de progressão versus a probabilidade de regressão, ao lado do diagnóstico histológico, quando se decide entre o tratamento e a vigilância. [Ver Chapter 9a - Citopatologia cervical - terminologia e critérios de adequação]. 

 

Aspectos citológicos da HSIL

Apresentação

As células aparecerão no esfregaço cervical ou preparação de LBC como células únicas, em folhetos ou em grupamentos com superposição de células: onde nestes últimos são vistas geralmente células isoladas nas margens ou entre os grupamentos, células em que as características d SIL podem ser vistas mais claramente. As células discarióticas serão imaturas indicando maturação epitelial incompleta.

 

Núcleo

A cromatina é mais granular e irregularmente distribuída do que em LSIL. Começamos a ver verdadeiras irregularidades da membrana nuclear com bordas irregulares e espessamento focal, entalhes e dobras nucleares. Onde as células anormais são distribuídas em lençóis, pode haver uma perda de polaridade e alguma aglomeração. O núcleo é mais frequentemente hipercromático, mas pode ser normocromatico ou hipocromático. Os núcleos na HSIL não são necessariamente aumentados e podem ser pouco maiores do que os de uma célula intermédia normal (Smith & Turnbull 1997, Denton et al., 2008, Wilbur et al., 2015).

O citoplasma variará em tamanho entre bastante menor do que uma célula intermediária normal e quase ausência completa. A quantidade de citoplasma é uma característica fundamental da distinção entre discariose moderada e grave (isto é: NIC2 e NIC3).

 

Relação núcleo / citoplasma

Como as células são menos maduras do que em LSIL há uma relação N/C maior: o núcleo em HSIL ocupa pelo menos 50% do diâmetro da célula. O aumento da relação N/C é  devido ao tamanho citoplasmático reduzido do que ao alargamento nuclear (Nayer et al., 2004; Slater et al., 2005a, 2005b).

 

9c-6 (a-d). HSIL - discariose de alto grau

a) Células isoladas num esfregaço convencional mostrando uma sequência de características típicas da discariose de alto grau: irregularidade na distribuição da cromatina e contornos nucleares; citoplasma imaturo; relação N/C variável mas bem acima de 50% na maioria das células. Neste caso há hipercromasia e os núcleos são ligeiramente aumentados.
(b) Células pequenas e imaturas com um núcleo aproximadamente 50% do tamanho da célula, nas células isoladas no topo do grupo e mais de 50% para um lado. Há alguma superposição nuclear e perda de polaridade tornando a relação N/C impossível de avaliar, exceto nas margens.
(c and d) Os núcleos são hipercromáticos: a cromatina é grosseira e irregularmente distribuída. O diâmetro citoplasmático é menor do que uma célula intermediária e os núcleos variam em tamanho e forma: a relação N/C também varia mas é pelo menos 50% na maioria das células.
(c and d) Os núcleos são hipercromáticos: a cromatina é grosseira e irregularmente distribuída. O diâmetro citoplasmático é menor do que uma célula intermediária e os núcleos variam em tamanho e forma: a relação N/C também varia mas é pelo menos 50% na maioria das células.

 

 
X